Afinal, eu sei que você quer saber ;)

Abrigos antibombas


Durante a Guerra Fria, o medo a sofrer ataques nucleares obcecou os governos de muitos países do mundo e também terminou afetando à população. Muitas famílias criam mais que provável que seu país fosse atacado com bombas atômicas e precisavam, para viver com tranqüilidade, saber que poderiam encontrar um refúgio no qual estariam a salvo enquanto tivesse níveis altos de radioatividade no exterior.

fallout_shelter_01

Surgiu assim o chamado fallout shelter, um lugar seguro e sólido, blindado com grossos muros de concreto, no qual armazenavam água, alimentos, móveis e todo tipo de utensílios necessários para manter seus ocupantes com vida a no mínimo durante duas semanas.

fallout_shelter_02

O Presidente Kennedy desenvolveu um programa para construir estas edificações destinadas, essencialmente, a proteger os altos servidores públicos do governo e a resguardar as instalações militares mais importantes. Os edifícios costumavam ser marcados com um cartaz amarelo e preto que os identificava.

fallout_shelter_03

Também na Suíça edificaram uma extensa rede de fallout shelter com o objetivo de proteger e alimentar toda a população nacional durante longo tempo, após um ataque nuclear.

A antiga União Soviética e outros países do bloco do Leste Europeu preocuparam-se também em desenhar estes refúgios e, frequentemente, aproveitaram os túneis do metrô para sua construção.

fallout_shelter_04

Em 1962 tornou-se muito popular um curioso manual de abrigos antibombas, escrito por Chuck West. A capa mostra uma imagem da típica família americana branca, vivendo “comodamente” em um fallout shelter após um ataque atômico: a mãe, com vestido e avental, prepara o jantar, enquanto o pai relaxa fumando um cachimbo e lendo uma revista.

fallout_shelter_05

O livro inclui numerosas fotografias nas quais tentava convencer o leitor da solidez e as comodidades que ele e sua família encontrariam nestes refúgios, enquanto esperavam o momento propício para poderem sair de novo ao mundo exterior.

fallout_shelter_06

fallout_shelter_07

fallout_shelter_09

fallout_shelter_10

fallout_shelter_11

Mas, apesar da confiança que inspiravam estes locais, a verdade é que uma explosão nuclear poderia enterrar o refúgio sob toneladas de escombros, de maneira que as pessoas que tivessem utilizado estes abrigos não poderiam sair de seu interior. Existia também a possibilidade da construção ruir em consequência da bomba. Os abrigos eram capazes de resistir a chuva nuclear, mas não aos efeitos da explosão.

Fonte

Mari

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: