Afinal, eu sei que você quer saber ;)

Arquivo para a categoria ‘É Tecnologia, não é Feitiçaria’

Hacker de 10 anos descobre falha que permite trapacear em jogos para iOS e Android

Uma garota de 10 anos descobriu uma vulnerabilidade em jogos para os sistemas iOS (de iPhone, iPad e iPod Touch) e Android que facilita muito a vida de quem sofre com a longa espera pelo crescimento de plantações de milho e outros itens essenciais para o avanço em certos games.

    Com o apelido de CyFI, a menina apresentou sua descoberta na Defcon kids, uma divisão voltada para crianças e adolescentes da feira hacker que acontece em Las Vegas . A garota percebeu que basta alterar o horário do relógio nativo do iOS e do Android para que os elementos virtuais dos joguinhos se desenvolvam mais velozmente. Ao site Cnet, ela disse que teve a ideia porque não suportava mais a demora para avançar em um game:

– Era muito difícil progredir no jogo, porque as coisas demoravam muito a crescer. Então eu pensei, “por que eu não, simplesmente, mudo a hora?”.

Os nomes dos jogos que são vulneráveis a essa falha não foram divulgados. Espera-se agora que, com o alerta, as produtoras desses games tentem corrigir o erro, mas CyFI disse que já sabe como burlá-las de novo: desconectar o aparelho da rede Wi-Fi, por exemplo, dificultará a ação das empresas, disse ela.

Stop Motion

De acordo com o tio Wiki:
Stop motion (do inglês que significa movimento parado) é uma técnica de animação fotograma a fotograma (ou quadro a quadro) com recurso a uma máquina de filmar, máquina fotográfica ou por computador. Utilizam-se modelos reais em diversos materiais, dentro dos mais comuns, estão a massa de modelar, ou especificamente massinha (em Portugal, plasticina). Muitos contêm sistema de juntas mecânico, com mecanismos de articulações muito complexos. No cinema o material utilizado tem que ser mais resistente e maleável, visto que os modelos têm que durar meses, pois para cada segundo de filme são necessárias aproximadamente 24 quadros (frames).

Fibra óptica e lâmpada de LED viram matéria-prima para sapatos

Se algumas mulheres pretendem comprar algum acessório para brilhar em uma festa, este sapato cumpre bem o objetivo. Uma estilista italiana resolveu usar fibra óptica e lâmpadas de LED como matéria-prima em sua nova coleção de calçados.

Alguns modelos criados por Francesca Castagnacci utilizam uma espécie de tecido desenvolvido a partir da fibra.A fibra óptica transmite informações na forma de impulsos luminosos e, ao contrário dos fios de ligas metálicas, não oferece risco de incêndios. Além disso, a fibra é bastante maleável, o que permite a criação de vários desenhos de tramas, segundo a estilista.

Os modelos ainda não estão à venda. Mas, certamente, Lady Gaga e Kate Perry têm potencial para ser clientes da estilista italiana.

Fontz’

Fones de Ouvido sem fio – Eu Quero!

Geente, fones de ouvido sem fio é loosho puro… Fora que com ele, você pode ouvir música e atender a ligações no seu celular. Ele tem Bluetooth (tecnologia para transmissão de dados, sem o uso de fios e a pequenas distâncias), o que facilita, pois não há a necessidade de fios.

 Um único modelo de fone suporta conexão com vários modelos de celular. O Nokia BH-905, por exemplo, pode ser usado em mais de 20 aparelhos.

Ele funciona por meio de pilhas e  é importante sempre observar a impedância, que se refere à intensidade do som, e a frequência, ligada à qualidade do que se ouve. Quanto maior esses índices, tanto melhor será o desempenho. Sensibilidade e potência são outros itens. E a dica é a mesma; quanto mais, melhor e mais caro.

 EU QUEROO

Chip de papel identifica doenças e custa só R$ 0,01

George Whitesides, químico da Universidade de Harvard, criou o protótipo de um chip feito de papel que poderá ajudar a diagnosticar Aids, malária, tuberculose e outras doenças por apenas R$ 0,01, revelou nesta quinta-feira (25) a rede de TV CNN. 

Uma gota de sangue pingada em um lado do chip resulta em uma imagem colorida na forma de uma árvore que revela aos médicos se a pessoa tem alguma doença. 

Uma tinta à prova d’água usada em gibis ajuda a direcionar o sangue para que forme o padrão em árvore – para isso, várias camadas de papel tratado reagem com o sangue, criando cores reveladoras. 

Whitesides disse que as cores também identificam a gravidade de uma doença. E que o chip pode se tornar em uma ferramenta barata de diagnósticos para países em desenvolvimento, que costumam ter falta de médicos e de clínicas. 

Pacientes na África e na Ásia poderão tirar fotos do resultado de seus diagnósticos com o celular – aparelho que já se tornou popular até nas regiões mais pobres do mundo. 

Depois, é só enviá-las para centros médicos para diagnósticos mais precisos.
Fonte

Máquina japonesa transforma folhas de impressora em papel higiênico

A companhia Oriental, com sede no Japão, criou uma máquina que vai ajudar a reduzir custos nas empresas. A invenção, batizada de White Goat, transforma 40 folhas de papel A4 em um rolo de papel higiênico novinho – do tipo neutro. De acordo com a empresa, a operação dura meia hora.

A ideia é reutilizar a montanha de papel com relatórios, gráficos e anotações que costumam ficar esquecidos ao redor da impressora.

Dentro da máquina, o papel é misturado com água e depois, passa por um processo de secagem. Por fim, é convertido em rolos. Segundo o fabricante, a invenção produz rolos com material macio.

A companhia Oriental afirma que o resultado é um papel seis vezes mais barato que o produto vendido no supermercado. No entanto, para quem se entusiasmou, a máquina não é tão barata assim. A geringonça custa cerca de R$ 186 mil.

Veja como funciona a máquina :

Fonte

Caixa de som se transforma em cama para viajantes

Mu Space permite tirar uma soneca enquanto se escuta música.
Aparelho tem entradas USB e de cartão de memória.

O conceito do aparelho Mu Space, desenvolvido pelo site especializado em design Yanko Design, é uma caixa de som portátil, permitindo levar músicas para qualquer lugar. Quando o usuário estiver cansado, é possível abrir o Mu Space e tirar uma soneca sem parar de escutar as músicas. Para isso, basta virar os alto falantes para o lado de dentro. O produto não está à venda. Fonte

Ótima alternativa para quem viaja muito e tem que dormir em barraca tipo eu. Parece ser bastante confortável.

Nuvem de tags